segunda-feira, 10 de maio de 2010

Vou fazer um poema...

Vou fazer um poema
para mim
secreto
sem letras
nem afecto

um poema fechado
com linhas
pequeno
e soletrado
vou deixar um espaço em branco
.
e mais outro
.
e depois espreitar...
até jurar não escrever
ou escrever sem jurar


7 comentários:

NUNO disse...

Vai espreitando sempre, tal como nós o fazemos aqui, deste lado... mas nunca jures não escrever e escreve sempre... sem jurar.
Gostei muito da foto. Que sensação de serenidade...

Artur Guilherme Carvalho disse...

E juntar os espaços onde se observam as palavras que nos fogem na ansiedade de dizer, nos poemas por viver. Boa malha

ruimnm disse...

LINDO!

Micha disse...

Ideia genial e resultado delicioso. Parabens Clarice e bom final de semana.

Remus disse...

Um grafismo sublime.
Adorei o resultado e a ideia.
É uma fotografia inspiradora.
Parabéns e obrigado.

Rute disse...

Vê lá mas é se fazes outro poema, amiga! Cá para mim andas mas é a imitar o nosso amigo Vitor, lá do Sul, e também te olvidas de postar.

Anda lá com isso, pulga!!!!!!

Beijinhos

vbm disse...

.

Bonito.

Também muito bela,
a tua imagem fotográfica
no topo clarear do teu blog, clarice.

:)