segunda-feira, 19 de setembro de 2011

O (meu) pequeno príncipe

... com quem descubro as sombras do vento... e por isso caminho ...

“E foi então que apareceu a raposa:
- Bom dia, disse a raposa.
- Bom dia, respondeu educadamente o principezinho que se voltou mas não viu nada.
- Eu estou aqui, disse a voz, debaixo da macieira...
- Quem és tu? perguntou o principezinho.
Tu és bem bonita.
- Sou uma raposa, disse a raposa.
- Vem brincar comigo, propôs o princípe, estou tão triste...
- Eu não posso brincar contigo, disse a raposa.
Não me cativaram ainda.
- Ah! Desculpa, disse o principezinho.
Após uma reflexão, acrescentou:
- O que quer dizer cativar ?
- Tu não és daqui, disse a raposa. Que procuras?
- Procuro amigos, disse. Que quer dizer cativar?
- É uma coisa muito esquecida, disse a raposa.
Significa criar laços...
- Criar laços?
- Exactamente, disse a raposa. Tu não és para mim senão um menino inteiramente igual a cem mil outros meninos.
E eu não tenho necessidade de ti.
E tu não tens necessidade de mim.
Mas, se tu me cativas, nós teremos necessidade um do outro. Serás para mim o único no mundo. E eu serei para ti a única no mundo...
Mas a raposa voltou à sua ideia:
- A minha vida é monótona. E por isso eu aborreço-me um pouco. Mas se tu me cativas, a minha vida será como que cheia de sol. Conhecerei o barulho de passos que será diferente dos outros. Os outros fazem-me entrar debaixo da terra. O teu chamar-me-á para fora como música.
E depois, olha! Vês, lá longe, o campo de trigo? Eu não como pão. O trigo para mim é inútil. Os campos de trigo não me lembram coisa alguma. E isso é triste! Mas tu tens cabelo cor de ouro. E então serás maravilhoso quando me tiveres cativado. O trigo que é dourado lembrar-me-á de ti. E eu amarei o barulho do vento do trigo...
A raposa então calou-se e considerou muito tempo o príncipe:
- Por favor, cativa-me! disse ela.
- Bem quisera, disse o príncipe, mas eu não tenho tempo. Tenho amigos a descobrir e mundos a conhecer.
- Nós só conhecemos bem as coisas que cativamos, disse a raposa. Os homens não tem tempo de conhecer coisa alguma. Compram tudo prontinho nas lojas. Mas como não existem lojas de amigos, os homens já não têm amigos. Se tu queres uma amiga, cativa-me!
Os homens esqueceram a verdade, disse a raposa.
Mas tu não a deves esquecer.
Tornas-te eternamente responsável por aquilo que cativas"

Saint Exupery

*Parabéns Duarte, pelos teus nove anos!

12 comentários:

Rute disse...

...escolheste um excerto lindo!

1 beijinho muito grande de parabéns para o teu principezinho e outro para ti:))

longa e feliz vida aos dois

lifeontheviewfinder disse...

Parabéns pela belíssima foto (a composição está óptima), e parabéns ao principezinho.

photoattraction disse...

Lindos. A fotografia e o poema.
Crianças e Saint-Exupery vão sempre bem.

Remus disse...

Parabéns ao Duarte, à mãe do Duarte e à restante família do Duarte. :-)
Mas vamos lá ao que realmente interessa: E o bolo? Tenho direito ou não a umas fatias generosas?
:-P

Bela fotografia, com um enquadramento irrepreensível.

IRIS disse...

esse príncipe é escandalosamente privilegiado em ter uma princesa assim como mãe. muitos parabéns a ambos, desta forma, assim... a felicidade é uma certeza inabalável.

dois beijinhos, one for you and one for you :-)

IRIS disse...

e a fotografia é lindíssima :-)

Clarice disse...

Obrigada pelos parabéns. Mãe e filho agradecem com um sorriso....:)

Se há bolo? claro que há! de chocolate e ananáz feito pela mãe! hummmmm....:)

Nuno disse...

Andei a correr todo o dia mas só agora consegui chegar aqui para deixar um beijinho de Parabéns ao Pequeno Principe e á Rainha, sua mãe. Embora atrasado, não queria deixar passar a data em branco...
Para o ano vou tentar chegar mais cedo, a ver se apanho uma fatia de bolo que, pela descrição e conjugação de sabores, tem ar de ser óptimo! ;-)

Nuno disse...

Voltei para dizer que gostei muito da imagem do Pequeno Príncipe e do texto do Saint Exupery, um dos meus favoritos... "Nós só conhecemos bem as coisas que cativamos"... e somos realmente responsáveis por quem cativamos... :))

Andy disse...

Chego atrasada mas quero muito dizer Parabéns a ambos!

O excerto escolhido é simplesmente lindo e a fotografia transmite-me tanta paz, está tão bonita, adorei!

Beijinhos e felicidades!

p.s. o bolo devia estar uma tentação! :-)

George Sand disse...

Uma ternura!

the dear Zé disse...

http://www.youtube.com/watch?v=V66wB4aomvI

8é claro que os nossos são ainda mais especiais)

bêjo