domingo, 4 de setembro de 2011

Sentar o coração


... para ouvir a música que palpita nas vozes de segredar ... de onde nascem melodias ...

10 comentários:

Rute disse...

Está lindo, este post...gosto muito do contraste do cinzento e do rosa. E depois juntaste-lhe umas palavras tão...sei lá...belas... bonitas...doces...que fazem sentir coisas cá dentro...E pronto, gostei mesmo muito!

1 bjinho:))

Clarice disse...

Rosa, Rute? hummmmm..... então os porcos são vermelhos, é isso?:)))

beijo VERMELHO:)

photoattraction disse...

Bonito contraste... é melhor não arriscar nas cores :)

A.S. disse...

Doces melodias...


Beijos!
AL

Rute disse...

...juro que vejo mesmo cor-de-rosa! será do meu monitor?!!!

Rute disse...

...para mim é cor-de-rosa...

Clarice disse...

tá bem abelha:) vamos lá outra vez e com o mesmo CD a tocar... bonito (calma)... vai ser bonito, não vai?:)))))

IRIS disse...

e assim se abrem portões e derramam corações contidos :-)

(vermelho de correr docemente, também existe ;-))

Remus disse...

Vamos lá meninas!
Não andem à estalada e à porrada uma com a outra.
:-)

Eu acho que a cor do banco é a mesma cor dos balcões do Millennium Bcp. E se essa cor é vermelho ou rosa eu não sei, mas eles dizem que se chama "cerise". :-) :-)

Nuno disse...

Bela composição! Gosto do contraste da cor que não ouso dizer o nome com o cinzento da pedra... e gosto da composição... das paralelas que, por definição, se encontram no infinito...